Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Escrescer

Escrever | Opinar | Partilhar | Sonhar | Inventar | Refilar | Aprender | Ser | Crescer

Escrescer

Escrever | Opinar | Partilhar | Sonhar | Inventar | Refilar | Aprender | Ser | Crescer

Minha Eugénia

Obrigada Pixabay

Estávamos a meados de Agosto. O céu caía há três dias consecutivos, quando te vi pela primeira vez defronte da vitrine da minha sapataria. Bem-posta e bem vestida jurava-te bailarina, não tivesses tu uns pés tão perfeitos. Trazias os olhos molhados como a roupa que vestias. Entraste na loja, num ápice, tão depressa como na minha vida. Minha Eugénia...! - Aprendi a fazer roupa e não sapatos! - Ainda oiço a tua voz trémula. - Perfeito! Eu não percebo nada de trapos. - Pensei em voz alta de mais.

Ainda me faz corar tal episódio, e a ti rir. Como me enche o sorriso, a tua gargalhada dobrada, mesmo depois de tantos anos sobre a descoberta de ti, mulher pecadora, infiel, tão rosados que são os teus lábios que nunca lhes vi o vermelho da loucura. Minha Eugénia...!

 

- Álvaro! Estás perdido de novo no tempo?! Tu e as memórias têm problemas de espaço.

- Verdade minha pessoa. Mas estou de volta agora, longe da sapataria e da casa tua casa de provas.

 

Respondi-lhe com um sorriso treinado. Mentira! Estava lá na sapataria, foi aí que descobri que a Minha Eugénia não era anjo. Entre caixas e sapatos desfiz-me em trovoada e solas perdidas. Descobri que a amava mais do que a Deus, porque rezei até esgotar as palavras e, quando tudo se encheu de silêncio, renunciei ao mais alto ser e assumi-me humano, louco e comprei-lhe uma pedra grande e pesada das que brilham no dedo e se mostram na rua, como perdão e promessa.

 

- Álvaro, que me querias contar?

 

Tremi, foi o tom de voz, o aproximar da sua mão ou os olhos abertos, todos em cima de mim. É o peso do segredo, saber que três não é a conta que Deus fez, não era para ela antes da pedra, não é para mim, mas é pedra que enterra e junta, que pesa e segreda.

 

- Minha Eugénia... Já viste o que chove?!

Margarida Mourão

foto do autor

Margarida a viajar com

Calendário

Julho 2018

D S T Q Q S S
1234567
891011121314
15161718192021
22232425262728
293031

História

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Mensagens